Skip to main content
Kaizen mejora continua Lean Manufacuring

10 VANTAGENS DE APLICAR A MELHORIA CONTÍNUA LEAN NOS LABORATÓRIOS

Podes aplicar a melhoria contínua nos laboratórios para aumentar a eficiência? A resposta é definitivamente afirmativa.

Neste artigo, vamos mostrar-te as 10 vantagens de aplicar a melhoria contínua Lean nos laboratórios (Kaizen).

Apesar das óbvias diferenças entre os ambientes de produção e laboratório, a melhoria contínua é perfeitamente aplicável num ambiente laboratorial com o objetivo de aumentar a produtividade e melhorar a eficiência. Para isso, deves focar-te na eliminação ou minimização das atividades que não acrescentam valor. A ideia é “fazer mais com menos”.

As vantagens da aplicação da melhoria contínua podem ser inúmeras e os resultados percebidos rapidamente mostram que os processos laboratoriais estão mais definidos, estruturados e padronizados para alcançar um desempenho mais consistente e previsível no laboratório. Ou seja, reduzes a variabilidade e, consequentemente, podes programar as diferentes tarefas e trabalhos de forma mais eficiente.

As 10 vantagens de aplicar a melhoria contínua Lean nos laboratórios:

    1. Aumento considerável da produtividade: A produtividade pode ser medida de várias formas, dependendo das tarefas realizadas no laboratório. Por exemplo: número de amostras analisadas por pessoa multiplicado pelo tempo.
    2. Redução dos prazos de entrega: Crucial para liberar lotes fabricados que aguardam análise das amostras.
    3. Redução de custos: Um bom controle da matéria-prima, instrumentos e equipamentos influencia diretamente o custo do serviço ou produto final, evitando compras desnecessárias.
    4. Redução dos níveis de WIP (work in progress): Trabalhar com lotes menores e fluxo contínuo minimiza interrupções por falta de materiais ou esperas.
    5. Redução de espaço: A gestão eficiente do WIP e a utilização apenas dos instrumentos necessários contribuem diretamente para reduzir o espaço necessário, crucial em instalações complexas como laboratórios e salas limpas.
    6. Redução de retrabalhos e OOS (out of specifications): A melhoria contínua visa garantir que os trabalhos sejam realizados corretamente desde o início, minimizando retrabalhos e análises fora das especificações.
    7. Conhecimento da capacidade produtiva: Essencial para cumprir prazos e determinar se são necessários mais equipamentos ou pessoal, evitando a solução de ineficiências com excesso de recursos.
    8. Processos padronizados e gestão visual: A padronização na utilização de instrumentos e a gestão visual ajudam a evitar falhas como calibração inadequada, falta de matéria-prima ou danos nos equipamentos.
    9. Redução da variabilidade e complexidade: A melhoria contínua ajuda a suavizar picos de demanda, facilitando o planeamento de tarefas e a optimização de recursos.
    10. Cultura e motivação da equipa: Promover uma atitude positiva em relação à melhoria contínua, graficar progressos e colaborar na eliminação de defeitos aumenta a motivação da equipa e a satisfação dos clientes.

    Aplicar estas estratégias exige esforço e dedicação. Nos setores de biotecnologia, farmacêutico e similares, onde já existe uma tradição de estandardização, é importante implementar padrões modulares que possam ser atualizados de forma ágil, considerando as exigências de validação e rastreabilidade.

    Podemos ajudar a implementar melhorias nos seus laboratórios. Entre em contacto connosco para mais informações.

Se precisar mais informação

Contacta-nos!

biotech, laboratorio, lean, LeanLab, mejora continua, pharma

0
    0
    O seu carrinho
    O seu carrinho está vazioVoltar à loja
    Pular para o conteúdo